terça-feira, 28 de junho de 2022

Projeto Conexão Elefante Cultural abre inscrições para imersão artística


O Conexão Elefante Cultural está com inscrições abertas para a imersão online Arte e Cidadania, voltada para artistas e educadores que trabalham com arte. A ação acontece de 10 a 17 de julho e faz parte das atividades previstas na 7ª edição do projeto, que irá fomentar o cenário artístico de 8 municípios do Rio Grande do Norte.

Os inscritos terão a possibilidade de participar de oficinas nas áreas de arte-comunidade, cena e direção, construção musical, reuso de material e audiovisual. Estão previstas também oficinas sobre elaboração de projetos, arte como ferramenta de transformação social e educação integral e positiva.

A formação ficará a cargo de profissionais reconhecidos em suas respectivas áreas: Diana Fontes (cena), Danilo Guanais (música), Jhoão Junnior (arte-comunidade), André Rosa (audiovisual), Leonardo Prata (customização plástica) e Joana Fontes (educação positiva).

Nessa primeira etapa do projeto, todas as oficinas acontecerão remotamente. As inscrições são gratuitas e tem uma quantidade de vagas limitadas. Para participar basta estar inscrito e ter acesso à internet, computador com câmera ou um aparelho celular tipo smartphone.

A imersão é aberta a todos os interessados, no entanto, moradores de Alexandria, Currais Novos, Campo Redondo, Elói de Souza, Grossos, Lajes Pintada, Riacho da Cruz e Paraú serão priorizados. 

Essas cidades receberão ações presenciais do Conexão ao longo dos próximos meses e os artistas que participarem da imersão terão uma pontuação extra em um edital que será lançado em julho, para fomento a projetos culturais.

O Conexão Elefante Cultural tem patrocínio master da NEOENERGIA COSERN, Instituto Neoenergia e patrocínio da Interjato Soluções através da Lei Câmara Cascudo e Governo do Estado. A realização é de Diana Fontes Direção e Produção Cultural.


SERVIÇO
IMERSÃO ARTE E CIDADANIA
10 a 17 de julho, online
Inscrições gratuitas até 07 de julho em linktr.ee/conexaoelefantecultural
Vagas limitadas

segunda-feira, 27 de junho de 2022

Elba Ramalho após gritos contra Bolsonaro em show: 'Isso não é um comício'


A cantora Elba Ramalho interrompeu parte do público que gritava "Fora Bolsonaro", na festa de São João, no Parque de Exposições, em Salvador, e falou: "Isso é um show de São João, não é um comício". O fato aconteceu neste domingo (26).

Em seguida, a cantora chamou uma ação, que aconteceria com a exibição de um vídeo. Enquanto a transmissão carregava, o público começou a cantar: "Olê, olê, olá, Lula, Lula!".

Em resposta, Elba Ramalho afirmou: "A plateia está se manifestando. Como a gente vive em um país democrático, tem que deixar. Cada um tem o presidente que merece".

Após esperar o público parar de cantar, Elba Ramalho continuou o show.

Fonte: Mossoró Notícias

domingo, 26 de junho de 2022

Funcionário recebe R$ 1,6 milhão por engano, pede demissão e foge

No Chile, um ex-funcionário de uma fábrica de alimentos recebeu por engano a transferência de 281 milhões de pesos chilenos, cerca de R$ 1,6 milhão na cotação atual. Em seguida, pediu demissão, sacou a quantia e desapareceu.

De acordo com o jornal argentino Clarín, o responsável pelo depósito foi o setor de recursos humanos da empresa, uma das maiores produtoras de frios da região.

Entenda o caso

Após a transferência, a fábrica solicitou que o ex-funcionário voltasse para a agência bancária para fazer o estorno do dinheiro, mas ele não compareceu.

Depois de vários dias sem dar notícias, o advogado do ex-funcionário foi à empresa para informar que seu cliente não estava convencido sobre a necessidade de devolver o dinheiro, já que não havia cometido erro.

Em seguida, o ex-trabalhador pediu demissão e desapareceu. Foi quando a fábrica decidiu abrir um processo denunciando o ex-funcionário por ‘apropriação indébita’.

Um caso similar, mas com valor inferior, aconteceu recentemente no Brasil. No final de 2021, a rede de televisão Globo realizou um depósito de R$ 318 mil na conta de um homem que nada tinha a ver uma questão trabalhista na qual estava envolvida.

O cidadão, que não sumiu do mapa, decidiu comprar a casa própria com o dinheiro recebido. A Globo entrou na Justiça para recuperar o valor. Recentemente, o homem desistiu de entrar com uma ação de contra-ataque com a emissora.

Fonte: Yahoo Notícias

General Braga Netto indica ao PL que não abre mão da vice de Bolsonaro


O general e ex-ministro Walter Braga Netto indicou ao PL que não abrirá mão de ser vice na chapa de Jair Bolsonaro, na disputa pela reeleição. Em meio a uma articulação do Centrão para que a vice seja a ex-ministra Tereza Cristina, o general já começou a se mexer.

Um dos sinais colhidos pela campanha do presidente foi a participação do general em uma reunião recente no Palácio do Planalto. Ao lado de Jair e Flávio Bolsonaro, além de integrantes do PL, Braga Netto fez questão de mostrar que era ele o coordenador da reunião.

Fonte: Metrópoles

sábado, 25 de junho de 2022

Ciro Gomes é a "segunda opção" para boa parte dos eleitores, aponta Datafolha

 

Uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira (24), pelo Instituto Datafolha, apontou que 70% dos eleitores brasileiros já estão totalmente decididos a votar no candidato que escolheram na eleição presidencial deste ano. Já o número de entrevistados que dizem que o voto ainda pode mudar é de 29%. Os que não sabem são 0%. Os números foram arredondados e, por isso, não completam 100%.

Na pesquisa divulgada ontem, Lula aparece com 47% no cenário estimulado. Bolsonaro vem em seguida, com 28%. Ciro Gomes (PDT) tem 7%. Os demais candidatos marcaram 2% ou menos.

A certeza no voto é maior entre os eleitores dos dois candidatos que aparecem na frente nas pesquisas de intenção de voto: Lula (79% está totalmente convencido no voto) e Bolsonaro (78%). Entre eleitores de Ciro, que aparece em 3º lugar nas pesquisas, o número de eleitores com certeza no voto é de 33%, enquanto os que podem mudar de candidato é de 66%.

O Datafolha também perguntou aos eleitores qual candidato seria sua segunda opção. Nesta pergunta, Ciro aparece na frente (22%), seguido por Lula (18%) e Jair Bolsonaro (14%). Os que não sabem são 14% e brancos e nulos 9%.

A pesquisa Datafolha foi feita de modo presencial com 2.556 pessoas com 16 anos ou mais nos dias 22 e 23 de junho. A margem de erro máxima é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Admirador de Bolsonaro, jovem marca na pele número 22 para homenagear o presidente

 

Um adolescente de 17 anos “tatuou” as costas com o número 22 nas costas, número da legenda do presidente Jair Bolsonaro (PL), com ferro em brasa, o mesmo usado em gado em fazendas. O caso foi registrado em Mirassol D’ Oeste, a 297 km de Cuiabá, capital do Mato Grosso.

O jovem morador do assentamento Roseli Nunes, decidiu fazer a marca por se sentir desafiado pelos amigos que são de esquerda. A ‘tatuagem foi feita no dia 12 de junho, durante um leilão no assentamento. O pai do adolescente era coordenador do evento que foi em prol do Hospital do Câncer de Barretos.

Nas redes sociais a atitude polêmica gerou inúmeros comentários a favor e contra.

Segundo Layane Moreira, mãe do adolescente, ela levou um susto quando viu o filho marcado a ferro.

“Estávamos em um leilão e meu filho estava junto com os amigos ajudando a marcar o gado, e ele foi desafiado pelos colegas, alegando que não teria coragem de marcar o próprio corpo com o número 22; foi então que ele, muito corajoso, tomou essa atitude” disse a mãe, que ainda afirmou não aceitar que o seu filho faça nenhuma tatuagem no corpo.

A mãe do adolescente salientou ainda que mesmo residindo em uma área de assentamento, onde a grande maioria defende o Partido dos Trabalhadores (ao qual o ex-presidente Lula é filiado), a sua família é uma defensora do atual presidente Jair Bolsonaro.

Sobre os cuidados médicos com seu filho, uma vez que a marca estava sendo usada para marcar o gado do leilão, a mãe informou que já levou seu filho ao médico para os devidos cuidados.

Fonte: Yahoo

quinta-feira, 23 de junho de 2022

DEPÓSITO DE GÁS 02 IRMÃOS EM ALEXANDRIA

 


Amado Batista pede desculpas na Justiça por dizer que Lula e a família roubaram "pra caramba"


O cantor Amado Batista pediu desculpas ao filho do ex-presidente Lula (PT) e empresário Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, depois de ser alvo de uma queixa-crime por injúria. Os dois entraram em acordo nesta semana perante o Tribunal de Justiça de Pernambuco.

No ano passado, em entrevista ao programa "Frente a Frente", transmitido pela Rede Nordeste de Rádio, Amado Batista disse que tanto Lula quanto seus filhos praticaram roubo durante os governos petistas.

Na ocasião, Amado Batista também insinuou que um dos filhos de Lula seria latifundiário. "É só ir pro Pará, lá pro Mato Grosso, para vocês verem. Ao vivo e a cores", afirmou.

Em sua retratação, o cantor pede desculpas a Lulinha por atribuir a ele "graves ofensas" e por suas afirmações equivocadas de que o empresário "teria enriquecido de forma ilícita".

"Apesar de ter dito que Fábio Luís Lula da Silva seria latifundiário e dono de cabeças de gado no Mato Grosso e no Pará, reconheço que essa Informação chegou ao meu conhecimento a partir de meros boatos irresponsavelmente difundidos na sociedade", afirma Amado Batista.

Por causa do acordo entre Amado Batista e Lulinha que resultou no pedido público de desculpas, a punição pelo crime de injúria foi extinta. O Ministério Público também endossou a extinção da punibilidade e se manifestou pelo arquivamento.

Lulinha e Amado Batista agora pedem que a Justiça determine que a retratação seja veiculada no site e no canal de YouTube "Blog do Magno", do apresentador Magno Martins, onde as afirmações do cantor foram publicadas pela primeira vez.

"Antes do Bolsonaro, o dinheiro brasileiro era investido para ajudar países comunistas", afirmou Magno Martins, que comandava a atração. Amado, então, completou: "Além de roubar pra caramba, né? Além de ter roubado pra caramba. Existem pessoas que eram pobres antes do comunismo aqui, antes da esquerda, e que estão milionários hoje."

Durante a entrevista, o cantor descredibilizou pesquisas de opinião que, na época, já indicavam a vantagem de Lula sobre Jair Bolsonaro (PL) no pleito de 2022. "São os órgãos de comunicações que deixaram de mamar na teta do governo, né? E agora fica querendo pregar. O (filósofo) Karl Marx e o (ditador soviético Josef) Stálin disseram que dez mentiras bem contadas viram verdades", seguiu. "Esse é o país que as pessoas querem, de ladrões?"

A queixa-crime apresentada à Justiça dizia que, por causa das declarações do cantor, o filho do ex-presidente foi obrigado a assistir injusta ofensa contra si e contra seus familiares.

Leia, abaixo, a íntegra do pedido de desculpas de Amado Batista a Lulinha:

"Eu, AMADO RODRIGUES BATISTA, cantor e empresário, venho, publicamente, RETRATAR-ME de ofensas e expressões injustamente proferidas contra FÁBIO LUIS LULA DA SILVA em entrevista concedida ao jornalista Magno Martins no dia 28 de maio de 2021, publicada na rede social YouTube e com repercussão em diversos veículos de comunicação.

PEÇO DESCULPAS a FÁBIO LUÍS LULA DA SILVA pela forma injusta com que lhe atribuí graves ofensas, bem como admito que foram equivocadas minhas afirmações de que teria enriquecido de forma ilícita.

Apesar de ter dito que FÁBIO LUÍS LULA DA SILVA seria latifundiário e dono de cabeças de gado no Mato Grosso e no Pará, RECONHEÇO que essa informação chegou ao meu conhecimento a partir de meros boatos irresponsavelmente difundidos na sociedade.

Assim, venho me RETRATAR formalmente das expressões utilizadas na entrevista, pois nunca tive evidências que comprovassem o que foi dito."

Com informações da Folha de São Paulo
Fonte: Portal Grande Ponto

quarta-feira, 22 de junho de 2022

Decisão do TSE obrigará Fátima a escolher se quer Carlos Eduardo ou Rafael Motta no palanque, dizem especialistas; ENTENDA

A decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de proibir partidos políticos de formarem coligações distintas para as disputas do Governo do Estado e do Senado obrigará a governadora Fátima Bezerra (PT) a escolher se vai preferir ter formalmente o PDT ou o PSB no seu palanque para as eleições de 2022.

Juristas ouvidos pelo PORTAL DA 98 FM são unânimes no entendimento de que, pelo cenário político atual, a petista só poderá ter um partido aliado formalmente (com compartilhamento de tempo de TV e rádio). A menos que um dos pré-candidatos desista ou os dois concordem em sair isoladamente para o Senado.

Após o julgamento do TSE, a reportagem conversou com os advogados Erick Pereira, Felipe Cortez e Wlademir Capistrano, especialistas em Direito Eleitoral. As opiniões deles estão resumidas no entendimento abaixo.

Por 4 votos a 3, o TSE decidiu nesta terça-feira (21) que os partidos não podem ter coligações diferentes para Governo e Senado. Ficou definido que legendas coligadas para o Governo até podem lançar candidaturas avulsas para o Senado, desde que sejam isoladas, sem formar nova coligação. O que ficaram proibidas, portanto, foram as chamadas coligações cruzadas. Isso vale para todas as legendas.

No caso concreto do Rio Grande do Norte, isso significa dizer que, se PDT e PSB estiverem juntos na coligação em torno da reeleição de Fátima Bezerra, nenhum dos dois partidos poderá formar coligações diferente para o Senado – mesmo que seja com algum dos partidos da coligação principal.

Com isso, se estiverem juntos na coligação para governador (pró-Fátima), PDT e PSB só poderão lançar candidatos para o Senado de maneira isolada e individual. Ou seja, sem o apoio das legendas da coligação principal.

Isso forçará uma escolha política do grupo governista.

Atualmente, Fátima Bezerra, pré-candidata à reeleição, tem no seu entorno uma aliança de pelo menos nove partidos: PT-PV-PCdoB (federação), MDB, PDT, PSB, Republicanos, PSD e Pros.

No dia 29 de maio, o PT, que lidera o grupo, definiu que essa aliança terá Fátima Bezerra para reeleição, Walter Alves (MDB) como pré-candidato a vice-governador e Carlos Eduardo Alves (PDT) como pré-candidato a senador, com PT e PCdoB nas suplências.

Aliado para o governo, o PSB, contudo, divergiu da chapa e lançou a pré-candidatura de Rafael Motta para o Senado, mantendo o apoio a Fátima Bezerra para governadora.

Com a decisão do TSE, se as duas candidaturas ao Senado forem mantidas (Carlos Eduardo e Rafael Motta), o PT terá de decidir qual partido vai permanecer na aliança principal. Apenas um poderá permanecer. A menos que os dois saiam de forma isolada.

Ou seja, Fátima pode ter dois candidatos a senador, mas, neste caso, nenhum dos candidatos pode contar com o apoio do PT e das demais legendas.

Em outras palavras, o PSB, que ficou de fora da aliança oficial, pode apoiar Fátima e lançar Rafael Motta isoladamente para o Senado. O problema para o grupo governista é que isso obrigaria o PDT a fazer o mesmo.

Pelo entendimento do TSE, o partido de Carlos Eduardo não poderia ter uma coligação para o Governo (com o PSB) e outra para o Senado (sem o PSB). Além de ficar sem o tempo de TV do PT, Carlos Eduardo não poderia ter suplentes do PT e do PCdoB.

Logo, para Carlos Eduardo obter o tempo de TV dos demais partidos da coligação, ele não pode estar coligado ao PSB na principal, e vice-versa.

O que diz o grupo governista

Articulador político do PT, Adriano Gadelha disse ao PORTAL DA 98 FM que seu entendimento é de que, se Rafael Motta insistir na pré-candidatura ao Senado, o PT terá de definir quem seguirá no palanque da governadora.

“A coligação é uma só. Não pode haver uma coligação para cargo de governador e outra para o cargo de senador. Se a coligação abranger os cargos de governo e Senado, sendo decidido que o candidato da coligação é Carlos Eduardo Alves, o PSB não poderá estar na mesma coligação com o PT. O que pode acontecer é haver uma coligação para o governo e candidaturas individuais do PSB e do PDT para o Senado”, destacou Gadelha.

O que diz Rafael Motta

O deputado federal Rafael Motta diz que sua pré-candidatura ao Senado segue mantida.

“A nossa pré-candidatura ao Senado segue firme, baseada no princípio da autonomia partidária. Todos os partidos políticos têm direito a lançar candidatos pros cargos em disputa. Vamos ampliar o diálogo e as andanças nos próximos dias, pra que mais pessoas conheçam o nosso projeto”, destacou o parlamentar.

Em nota, o PSB disse que agora a decisão é do grupo governista, liderado pelo PT. “O PT já deliberou pelo apoio a Carlos Eduardo, em encontro tático realizado este mês. O que muda, agora, é que a manutenção desse apoio significa retirar o PSB da coligação para o Governo, contrariando a aliança nacional formada entre petistas e socialistas, nas figuras do ex-presidente Lula e do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin”, afirma o partido.

Fonte: Portal 98FM

terça-feira, 21 de junho de 2022

Governo inicia obras de construção do IERN em Alexandria

 

O governo do Rio Grande do Norte deu início às obras do primeiro Instituto Estadual de Educação Profissional, Tecnologia e Inovação (Iern). Imagens publicadas pela governadora Fátima Bezerra (PT) nesta terça-feira (21) mostram o começo da construção da escola em Alexandria, na região Oeste Potiguar.

O investimento do governo do Estado na unidade de Alexandria é de aproximadamente R$ 10 milhões na estrutura física e equipamentos. O terreno que sediará o Instituto está localizado na rua Santo Antônio, marginal da RN 117, s/n, bairro Novo Horizonte.

Aulas no Iern devem ser iniciadas em 2023.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...