CLASSIFICADOS BARRIGUDA NEWS - ANUNCIE AQUI

CLASSIFICADOS BARRIGUDA NEWS - ANUNCIE AQUI

sexta-feira, 25 de julho de 2014

CULT: A voz e a música do Racionais

Por Francisco Bosco

“Comício do Partido dos Trabalhadores, dia primeiro de maio de 1999. Tem mais gente do que no ano passado, ou retrasado, mas a diferença não é muito significativa. O que chama a atenção é a presença de um outro tipo de gente, um ‘público’ diferente da militância petista que já posso chamar de tradicional, dezoito anos depois. São jovens das periferias de São Paulo. [...] Esta moçada usa boné, bermudas largas, moletons imensos, cabelo raspado e óculos escuros. São escuros também, a grande maioria. [...] Quando o animador do comício anuncia a apresentação de alguns grupos de rap, encerrando com os Racionais MC’s, entendo a presença da moçada: são os ‘manos’.”

Maria Rita Kehl flagrou a proximidade entre o rap e o PT logo nos primeiros anos de “sucesso” (é um pouco impertinente usar essa palavra, tanto eles recusaram sua lógica) do Racionais. Mas eles já estavam lá antes, senão de corpo e alma, certamente de alma. Anos depois, em uma declaração de apoio à candidatura de Dilma Roussef à presidência, Mano Brown lembraria: “Sou da geração que acompanhou o começo, o PT se formando como partido forte e tal. [...] A gente acompanhou as três eleições que o Lula perdeu”. O Racionais se formou em 1989, ano portanto da primeira disputa de Lula à presidência do Brasil. Essa convergência é carregada de sentidos e efeitos que se desdobram até hoje. O primeiro Lula, egresso do sindicalismo, foi a voz anticordial na política brasileira, erguendo-se contra as astúcias da modernização conservadora, apoiada por milhões de sujeitos socialmente massacrados, que se galvanizaram por ela. O primeiro Racionais foi, por sua vez, a voz anticordial na cultura brasileira, inspirada pelo racialismo dos negros estadunidenses, veiculada numa forma seca, franca e direta, capaz de internalizar e capturar o sentido da violência brasileira de uma maneira sem precedentes, e cuja força de verdade poética e histórica era tanta que colocou em crise toda a tradição da cultura popular brasileira, que até então se reconhecia em formas intimamente ligadas aos valores do encontro, da mistura, da conciliação de classes.

INTERNACIONAL: Surpreso com petardo diplomático, governo brasileiro deve congelar relações bilaterais com Israel e aguarda solidariedade dos vizinhos

O petardo diplomático disparado por Tel Aviv em direção a Brasília deixou o governo brasileiro atônito.

Luiz Alberto Figueiredo e o restante do alto escalão do Itamaraty foram pegos de surpresa com o comunicado israelense, acusando o Brasil de ser “politicamente irrelevante”.

A primeira reação deverá ser o congelamento das relações bilaterais com Israel – comerciais, culturais e, principalmente, políticas.

O gelo tende a perdurar até que o corpo diplomático de Reuven Rivlin faça um movimento em direção ao Brasil, o que não deve acontecer até o fim da crise em Gaza.

Um alto funcionário do gabinete de Luiz Alberto Figueiredo compara:

- Israel agiu, no campo diplomático, da mesma forma como, no campo militar, vem fazendo com Gaza: sem qualquer habilidade.

Internamente, sem alarde, o governo brasileiro conta que haverá gestos de solidariedade de seus vizinhos da América do Sul nos próximos dias, com a retirada de mais embaixadores de Tel Aviv.

Por Lauro Jardim

REDE OESTE ALEXANDRIA - OFERTÃO DO PAIZÃO





quinta-feira, 24 de julho de 2014

PARNAMIRIM/RN: WONNEY SARAIVA NA PUB CHOPERIA (esse Alexandria conhece)


ATENÇÃO: Serviços do Detran/RN estarão indisponíveis neste sábado


Neste sábado, 26, os serviços oferecidos pelo Departamento Estadual de Trânsito no Rio Grande do Norte (Detran-RN) estarão indisponíveis. Sendo assim, não haverá atendimento nas unidades do órgão localizadas nas centrais do cidadão no estado.

O Detran informa que a medida ocorre em virtude da manutenção elétrica nos servidores de informática do Serviço Federal de Processamento de Dados da União (Serpro).

A instituição é vinculada ao serviço e como consequência vai causar a indisponibilidade de todos os sistemas usados pelo Detran. O atendimento à população retorna normalmente a partir da próxima segunda-feira, 28, em todo o Rio Grande do Norte.

IMAGEM: ENTARDECER EM ALEXANDRIA


UMARIZAL/RN: ONG Diaconia celebra 47 anos de defesa e promoção dos direitos humanos

Vinte e oito de julho de 1967. Há quase 47 anos, nascia no Rio de Janeiro, em pleno período da ditadura, uma instituição de inspiração cristã, comprometida com a defesa e a promoção dos direitos humanos, cuja história destaca-se no cenário dos movimentos sociais brasileiros: a ONG Diaconia. Para celebrar as quase cinco décadas de atuação, a entidade realizará neste domingo, 27, em Umarizal, um culto comemorativo, a partir das 19 hs, na Igreja Presbiteriana da cidade. A programação contará com a apresentação do coral formado pelas crianças atendidas pelo Centro Presbiteriano de Apoio à Criança – CEPAC, em parceria com a Diaconia, e uma exposição do trabalho realizado, nos últimos anos, pela entidade no Oeste Potiguar.

Fruto de uma convocação da Confederação Evangélica do Brasil às igrejas protestantes, a entidade transferiu sua sede para o Recife no início dos anos de 1980. Da capital pernambucana, estendeu a atuação direta aos demais estados do Nordeste, região que, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), concentra 53% da população pobre do país. “A Diaconia tem contribuído para a transformação na vida de muitas pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade em nossa região”, explica o diretor executivo da organização, Reverendo Armindo Klumb.

Hoje, a Diaconia mantém unidades nos estados do Rio Grande do Norte, Ceará e Pernambuco, atuando em regiões como o Sertão do Pajeú, Oeste Potiguar e nas áreas metropolitanas do Recife e de Fortaleza. Nessas localidades, a entidade reforça seu compromisso histórico com a defesa dos Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais (DHESCAs) de populações empobrecidas, aprimorando estratégias voltadas à efetivação de políticas públicas. “Sabemos que as verdadeiras transformações serão realidade num contexto onde todas as pessoas tenham plena dignidade e tenham seus direitos respeitados, as desigualdades não estejam mais presentes e toda a criação é protegida e preservada. Este é um ideal que perseguimos através de nossa ação. Fazemos isto, cientes de que não estamos sozinhos nesta seara”, pontua Klumb.

O público a quem a Diaconia dirige sua ação institucional é formado por crianças, adolescentes, jovens, homens, mulheres, famílias e comunidades eclesiásticas. Sua atuação se caracteriza pelo fortalecimento de grupos sociais e pelo empoderamento de pessoas, num amplo processo de mobilização comunitária. Uma missão levada adiante a partir do apoio de igrejas, agências internacionais de cooperação e programas governamentais, bem como pelo compromisso de uma equipe formada por profissionais de diferentes expertises.“Tudo isso fazemos norteados pelos ideais de justiça, equidade, fraternidade e cidadania, que são característicos de uma organização que busca efetivar os ensinamentos deixados por Cristo”, finaliza Reverendo Armindo Klumb.

SAÚDE: VARIZES; causas, sintomas e tratamento

Varizes são veias próximas da superfície da pele que aumentam de tamanho e se tornam inchadas . Qualquer veia do seu corpo pode se tornar uma varize, mas elas surgem geralmente na parte traseira da panturrilha ou no interior da perna. Isso ocorre porque ficar em pé e andar coloca pressão extra sobre as veias na parte inferior do corpo. É um problema que afeta principalmente as mulheres, mas os homens não estão livres delas.

Causas

As varizes se desenvolvem quando você tem válvulas defeituosas em suas veias e as paredes das veias estão enfraquecidas . Quando essas válvulas não funcionam adequadamente, o sangue se acumula, a pressão aumenta e as veias se tornam fracas, crescem e ficam retorcidas. Algumas pessoas são mais propensas a desenvolver varizes por causa de características herdadas (genética) e do processo de envelhecimento. As varizes também podem resultar de condições que aumentam a pressão sobre as veias da perna, tais como excesso de peso, gravidez ou ter uma ocupação que exige ficar de pé por longos períodos de tempo.

Sintomas

Muitas pessoas não apresentam sintomas além das famosas veias protuberantes azuladas. Para essas pessoas, varizes são apenas um problema estético. Outras podem apresentar sintomas como:
  • Dor ou sensação de peso nas pernas especialmente durante a noite.
  • Inchaço nos pés e tornozelos.
  • Coceira no local das varizes.
  • Cãibras

Tratamento

Tratamento para varizes pode ser dividido em dois tipos: Aquele que pode ser feito em casa e o que necessida de um especialista. Entre os tratamentos caseiros incluem:
  • Perder peso
  • Levantar as pernas ao se deitar.
  • Usar meias de compressão - apertam firmemente as pernas para ajudar a melhorar a circulação.
Caso esses tratamentos não funcionem ou o seu caso seja grave, o médico pode recomendar um dos tratamentos abaixo.
  • Cirurgia laser - funciona enviando rajadas muito fortes de luz sobre a veia e fazem com que ela lentamente desapareça.
  • Escleroterapia - geralmente é adequado para pessoas que têm pequenas e médias varizes. Esse tratamento envolve uma química especial que é injetada nas veias.
  • Cirurgia - varizes grandes geralmente são removida cirurgicamente. Cirurgia de varizes é geralmente realizado sob anestesia geral, e você será normalmente autorizado a ir para casa no mesmo dia.
Fonte:MedSáude

FOCO E PERSEVERANÇA: Lavador de carros que estuda Direito passa na OAB antes de concluir o curso

Quem conhece Flavio Dias da Silva hoje, nem imagina que ele é um exemplo de superação. O piauiense de Floriano, cidade a 250 de Teresina, chegou a Brasília há 18 anos, desempregado e com a esperança de mudar de vida. E conseguiu. Hoje, aos 36 anos, ele, que lavou carros por vários anos, obteve aprovação no exame da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) antes mesmo da formatura no curso de Direito, que acontecerá no final deste ano e foi considerada uma grande vitória.

A mudança de cidade começou em 1996, a namorada de Flavio ficou grávida. Prevendo o aumento das despesas, a necessidade de ter um emprego foi o fez querer mudar de cidade. Filho de pais separados, o piauiense veio sozinho a Brasília para morar com o pai, que já residia na capital federal. Não tão presente na vida do filho no início, Dias faz questão de dizer que nunca faltou assistência material. O garoto foi morar com a avó paterna aos cinco anos.

Dias lembra que tudo começou quando foi pedir um real emprestado a um vizinho de uma oficina. Ele ressaltou que esperava seu pai e que quando ele chegasse, devolveria o dinheiro. Mas a reação do vizinho foi inesperada.

“Ele me deu uma bronca, dizendo que eu era maior de idade e que não poderia depender do meu pai. Falou que era pra eu arrumar um carro pra lavar, um lote pra capinar, coisas assim. Aquilo mexeu comigo”.

Dias, que já tinha trabalhado como balconista em uma padaria e em um bar e também como garçom, se lembrou de um rapaz que lavava carros perto de sua casa. Eles começaram a trabalhar juntos e dividiram os lucros. Em seguida, começou a trabalhar vigiando carros, próximo ao Cartório do 5º Oficio de notas, em Taguatinga (DF), até encontrar um antigo cliente. Ele se ofereceu para lavar o carro dele e ganhou várias indicações.

“Foi um efeito dominó! Ele indicou amigos que também indicavam pessoas e comecei a lavar vários carros”.

Pergunta incentivadora

A relação comercial também passou ao nível da amizade com alguns funcionários do cartório, incluindo o dono do Cartório. Com a renda que iniciou em torno de R$ 600 e chegou até os R$ 2.000 por mês lavando carros, um dia o lavador de carros se surpreendeu com o questionamento de seu filho mais novo, fruto de um casamento em Brasília, ao levá-lo à creche.

“As outras crianças chegavam de carro e ele queria isso também. Esse foi o pontapé pra que eu recomeçasse os estudos”.

Com o incentivo da mãe e de outras pessoas próximas, ele prestou vestibular para os cursos de Direito, como primeira opção, e Pedagogia, segunda opção, em uma faculdade particular de Brasília. Passou em Direito na primeira chamada e, após explicar sua situação, ganhou bolsa integral. A escolha dos cursos veio da influência do dono do 5º Cartório e amigo, formado em direito, e da mãe, professora aposentada pelo estado do Piauí.

“Eles, sem dúvida, foram minhas inspirações”.

Inspiração que deve ter tocado ao dono do cartório que, além de cliente e amigo, passou a ser “patrão” de verdade. Começando pela área da limpeza, Flavio também passou pela segurança do cartório, até chegar ao cargo de auxiliar notarial, função que exerce hoje e lhe rende um salário por volta de R$ 1.500,00.

Flavio diz que a sua história pode servir para outras pessoas, sim. Incluindo seus filhos. Ele continua lavando carro às vezes pra complementar sua renda. O serviço executado aos sábados lhe rende cerca de R$ 400. Ele ainda brinca que o trabalho também serve para queimar calorias e diz que dá pra contar nos dedos as pessoas bem sucedidas que lavam seus carros.

“Pra fazer isso, tem que gostar bastante. Eu alivio o estresse e ainda complemento a renda”.

Aprovação na OAB
Com formatura prevista para o final de 2014, o auxiliar notarial resolveu fazer a prova da OAB. Com rotina dividida entre estudos da faculdade, ele diz que a dedicação dentro das aulas mais os estudos em casa, quando conseguia tempo, foram suficientes. Na primeira fase, ele disse que não teve gastos extras nos estudos.

Quando descobriu a aprovação na primeira fase, resolveu focar de vez e pagou um cursinho online para a prova. Com êxito em mais uma fase, ele poderá pegar o certificado da OAB, já que o edital da prova diz que o aluno que está no nono e décimo semestres tem esse direito. A sensação da aprovação foi de felicidade e descrita de maneira única:

“Imagina você ganhar sozinho um prêmio da loteria. Imaginou? Foi assim que eu me senti”.

Futuro na profissão
Seus planos para o Direito são, inicialmente, atuar na área. O auxiliar diz que pensa em fazer uma especialização e quem sabe até dar aula e presentear a mãe, professora aposentada, com essa homenagem.

“Ela diz que morreria feliz se visse um filho dela dando uma aula. Pretendo realizar isso e, quem sabe, até prestar algum concurso”.

Hoje, além do carro que o filho tanto queria para ir à creche, Flavio mora em Taguatinga e possui uma casa financiada em Águas Lindas, no Entorno do Distrito Federal.

Fonte: R7

DUAS INICIATIVAS do sistema prisional do RN são selecionadas para Prêmio Innovare 2014


A Secretaria Estadual da Justiça e da Cidadania (Sejuc) teve duas práticas deferidas para participar do Prêmio Innovare 2014.  Uma delas foi a parceria com a empresa que fornece a alimentação para o sistema penitenciário, o segundo tipo de prática é o funcionamento de uma unidade de saúde básica dentro da Penitenciária Estadual de Parnamirim, o projeto “PEP: aqui tem SUS”.

O Secretário de Justiça, Júlio César de Queiroz, recebeu na manhã desta terça-feira (22) Reginaldo Gomes, consultor do Prêmio Innovare. No encontro foram explanados com mais detalhes os projetos que estão concorrendo. Em seguida foi realizada uma visita para reconhecimento do espaço e preparo e distribuição de refeições em Alcaçuz.

O acordo com a empresa, com interveniência do Ministério Público do RN, garante que seja usado o espaço físico das unidades, bem como da mão de obra de apenados. Em contrapartida a empresa responsabiliza-se pelo pagamento da mão de obra apenada, a manutenção preventiva e corretiva, limpeza e higienização das estruturas físicas das cozinhas, bem como dos equipamentos e utensílios, além da reposição eventual desses utensílios.

“Acreditamos que a nova modalidade adotada pelo sistema penitenciário do RN quanto ao fornecimento da alimentação, tem sido bem aceita pela população carcerária, além de fomentar o aperfeiçoamento profissional e a ressocialização do apenado. Exemplo este que tem de ser divulgado e disseminado em outros estados, como propõe o Prêmio Innovare.”

Os internos também passaram por um processo de qualificação profissional, através de cursos de segurança no trabalho, manipulação e preparação de alimentos. Além disso, contam com o benefício da remição de pena. De acordo com a Lei de Execução Penal 7.210, de 11 de julho de 1984, a cada três dias de trabalho o reeducando diminui um dia em sua pena.

“O que chama atenção dessa prática é que não se trata apenas de um gasto para o governo, mas uma parte do valor pago é reinvestido no próprio sistema penitenciário.”, comentou Reginaldo Gomes.
 
O Prêmio
O principal objetivo do Prêmio Innovare é identificar, premiar e disseminar práticas inovadoras que estejam aumentando a qualidade da prestação jurisdicional e contribuindo com a modernização da Justiça Brasileira. As práticas selecionadas são disponibilizada no Banco de Práticas do Instituto Innovare, podendo ser consultado gratuitamente por todos os interessados no portal : www.premioinnovare.com.br.

São cerca de cinco meses de análise formal das práticas e o relatório gerado pelas visitas deve ser entregue à Comissão Julgadora (formada por 30 personalidades do ramo jurídico, como ministros, desembargadores e juízes brasileiros) no início de outubro para avaliação final. Que será divulgada em dezembro, na cerimônia de premiação no Supremo Tribunal Federal, em Brasília.

Fonte:De Fato