FIQUE LIGADO(A)

FIQUE LIGADO(A)

sexta-feira, 18 de setembro de 2020

DELEGADO É PRESO APÓS NEGAR USAR MÁSCARA E SACAR ARMA PARA FAZER AMEAÇAS

JOÃO PESSOA-PB: Um delegado da Polícia Civil da Paraíba foi preso na manhã desta sexta-feira (18), após tentar entrar em um supermercado, no bairro Jardim Cidade Universitária, em João Pessoa, sem máscara - um dos objetos de proteção contra o coronavírus. O segurança do estabelecimento impediu. Insatisfeito, o delegado sacou uma arma. A Polícia Militar foi acionada e ele foi preso em flagrante.

As informações são do portal ClickPB.

CIED COMPLEXO HOSPITALAR ALEXANDRIA


Neste Sábado, dia 19 de Setembro teremos atendimento com o médico Mastologista Dr. Ubiratan Sousa. 

Para maiores informações : (84) 99667 0006 e (84) 33812981

PAULO GUEDES É CONDENADO A PAGAR R$ 50 MIL POR TER CHAMADO SERVIDORES DE “PARASITAS”


Decisão judicial de primeira instância determinou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, pague indenização de R$ 50 mil ao Sindicato dos Policiais Federais da Bahia (Sindipol-BA). A juíza federal da 4ª Vara, Cláudia da Costa Tourinho Scarpa, considerou que houve insulto por parte do ministro

A indenização é resultado de uma ação contra Paulo Gudes que, durante uma palestra comparou servidores públicos a parasitas. O fato aconteceu em fevereiro, quando ele falava sobre a reforma administrativa, que só veio a ser apresentada ao Congresso esse mês. Guedes criticou o reajuste anual dos servidores e afirmou que eles já têm privilégios, como a estabilidade no emprego e “aposentadoria generosa”.

“O hospedeiro está morrendo, o cara virou um parasita, o dinheiro não chega no povo e ele quer aumento automático”, declarou Guedes a empresários, na Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em seguida, a assessoria de imprensa do Ministério da Economia disse que a comparação foi retirada de contexto pela imprensa.

De acordo com informações do Congresso em Foco, o sindicato baiano apresentou uma ação de reparação por dano moral coletivo contra o economista em maio. A juíza federal da 4ª Vara, Cláudia da Costa Tourinho Scarpa, considerou que houve insulto por parte do ministro. “O ministro de Estado da Economia, no exercício do seu direito à liberdade de expressão, insultou os servidores públicos. Ele os comparou a ‘parasitas’, pediu que eles ‘não assaltem o Brasil, quando o gigante está de joelhos’ e afirmou que eles ficam em casa ‘com geladeira cheia’”.

A decisão determinou o pagamento no valor de R$ 50 mil, “em virtude da violação aos direitos da personalidade dos integrantes da categoria profissional representada por este ente sindical, por meio dos seus pronunciamentos”.

Segundo o sindicato, o dinheiro pago pelo ministro será doado ao Hospital Santo Antônio, que pertence às Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), e ao Hospital Aristides Maltez, que são organizações sem fins lucrativos de Salvador e que estão à frente no combate à pandemia do novo coronavírus. Ainda cabe recurso da sentença. Procurada, a assessoria de imprensa do ministério informou que a Advocacia-Geral da União (AGU) é que “está tocando o processo”.

José Mário de Lima, presidente do Sindipol-BA, fez questão de ressaltar que, no processo, o valor inicial da indenização era em torno de R$ 200 mil. “Mas não importa o valor. Não se trata de uma indústria de dano moral. O que importa é a defesa dos servidores públicos, em geral, dos federais e, em particular, dos servidores da segurança. A nossa reputação não pode ser atacada dessa forma”, reforçou.

quinta-feira, 17 de setembro de 2020

ELEIÇÕES 2020: CÂMARA MUNICIPAL DE ALEXANDRIA PODERÁ TER UMA RENOVAÇÃO DE 50%

 
ALEXANDRIA/RN - Os "especialistas" em eleição municipal de Alexandria comentam abertamente nas esquinas da cidade que nessa eleição de 2020 a Câmara Municipal poderá ter uma renovação de 50% ou mais das atuais cadeiras.

03 dos novos nomes que se apresentam com pré-candidatos a Vereador já são dados como futuros eleitos.

DECRETO DEFINE REGRAS PARA PAGAMENTO DE AUXÍLIO EMERGENCIAL DE R$ 300


As regras para a concessão do auxílio emergencial residual de R$ 300 foram publicadas em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) dessa quarta-feira (16).

O Decreto nº 10.488 regulamenta a Medida Provisória nº 1.000, de 2 de setembro de 2020, que concede o auxílio emergencial residual de R$ 300 ou R$ 600 para mães solteiras.

Instituído em abril, para conter os efeitos da pandemia sobre a população mais pobre e os trabalhadores informais, o auxílio emergencial começou com parcelas de R$ 600 ou R$ 1.200 (no caso das mães chefes de família), por mês, a cada beneficiário. Inicialmente projetado para durar três meses, o auxílio foi estendido para o total de cinco parcelas. E a partir de hoje, será pago o auxílio emergencial residual no valor de R$ 300 em até quatro parcelas mensais.

Os primeiros a receber serão os beneficiários do Bolsa Família. Segundo a Caixa, 12,6 milhões de famílias cadastradas no Programa Bolsa Família receberão o novo do benefício a partir de hoje. De acordo com o decreto, o calendário de pagamentos do auxílio emergencial residual será idêntico ao de pagamentos vigente para as famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família.

No total, as parcelas de R$ 300 serão pagas para mais de 16,3 milhões de pessoas, no montante de R$ 4,3 bilhões. Portaria também publicada na edição extra do DOU define que a Caixa fica responsável por divulgar o calendário de pagamentos do auxílio emergencial residual definido pelo Ministério da Cidadania para os beneficiários que não são cadastrados no Bolsa Família. A Caixa ainda não divulgou o novo calendário.
Parcelas

O auxílio emergencial residual será devido até 31 de dezembro de 2020, independentemente do número de parcelas recebidas pelo beneficiário. O número de parcelas dependerá da data de concessão do auxílio emergencial residual, limitado a quatro parcelas.

Segundo o Ministério da Cidadania, quem começou a receber o auxílio emergencial em abril terá direito às quatro parcelas. Quem passou a receber a partir de julho, por exemplo, terá direito às cinco parcelas de R$ 600 e a mais uma parcela do novo benefício (de R$ 300), que será paga no mês de dezembro.
Critérios

O decreto define que o auxílio residual não será devido ao trabalhador que:

I - tenha vínculo de emprego formal ativo adquirido após o recebimento do auxílio emergencial;

II - receba benefício previdenciário ou assistencial ou benefício do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, adquirido após o recebimento do auxílio emergencial, ressalvados os benefícios do Programa Bolsa Família;

III - aufira renda familiar mensal per capita (por pessoa) acima de meio salário mínimo e renda familiar mensal total acima de três salários mínimos;

IV - seja residente no exterior;

V - tenha recebido, no ano de 2019, rendimentos tributáveis (Imposto de Renda) acima de R$ 28.559,70;

VI - tinha, em 31 de dezembro de 2019, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, incluída a terra nua, de valor total superior a R$ 300.000;

VII - tenha recebido, no ano de 2019, rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40.000;

VIII - tenha sido incluído, no ano de 2019, como dependente de declarante do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física como cônjuge, companheiro com o qual o contribuinte tenha filho ou com o qual conviva há mais de cinco anos ou filho ou enteado com menos de 21 anos de idade ou com menos de 24 anos de idade que esteja matriculado em estabelecimento de ensino superior ou de ensino técnico de nível médio;

IX - esteja preso em regime fechado;

X - tenha menos de 18 anos de idade, exceto no caso de mães adolescentes; ou

XI - possua indicativo de óbito nas bases de dados do Governo federal.

O decreto diz ainda que não estão impedidos de receber o auxílio emergencial residual estagiários, residentes médicos e multiprofissionais, beneficiários de bolsa de estudos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e do Fundo de Financiamento Estudantil.

O decreto também define que é obrigatória a inscrição do trabalhador no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) para o pagamento do auxílio emergencial residual e a sua situação deverá estar regularizada junto à Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil do Ministério da Economia. A exceção é para o caso de trabalhadores integrantes de famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família, que poderão receber por meio do número de inscrição no CPF ou do Número de Identificação Social (NIS).

O recebimento do auxílio emergencial residual está limitado a duas cotas por família. A mãe solteira receberá duas cotas do auxílio emergencial residual.

As parcelas de R$ 300 serão pagas apenas para quem já têm o auxílio emergencial. Ou seja, os trabalhadores que não são beneficiários do auxílio emergencial não poderão solicitar o auxílio emergencial residual.

O pagamento das parcelas residuais serão pagas automaticamente, independentemente de requerimento.

O decreto define que caso não seja possível verificar a elegibilidade ao auxílio emergencial residual em razão da ausência de informações fornecidas pelo Poder Público, serão devidas, de forma retroativa, as parcelas a que o trabalhador tiver direito.

*Agência Brasil

GRATIDÃO PELO COMPROMISSO, TRABALHO EM EQUIPE E MELHORIA CONTÍNUA QUE SÃO CHAVES FUNDAMENTAIS PARA CONQUISTAR EXCELÊNCIA EM QUALIDADE E SATISFAÇÃO DOS NOSSOS EDUCANDOS.


Todos nós que fazemos a Escola Estadual Waldemar de Sousa Veras de Alexandria-RN, estamos muito felizes por esse resultado alcançado do IDEB de 2019, ATINGIMOS A NOSSA META COM A NOTA 4.4, essa foi mais uma grande conquista para nossa Escola. Isso se deve graças ao esforço e desempenho que vocês, professores, alunos, pais, funcionários, equipe pedagógica, equipe gestora, e todos os que fazem a nossa comunidade escolar, que contribui sempre com o nosso fortalecimento nesse índice obtido.

É mais um fruto do nosso trabalho em equipe, com dedicação e comprometimento de cada um, que não mede esforços para buscar melhorias para a educação, conscientes de que precisamos cada vez mais aperfeiçoar a nossa prática para termos um ensino de qualidade.

Como disse, Maria Aparecida Vieira Diógenes, diretora da 15º DIREC:

"Resultado do IDEB muito bom! Reflete o envolvimento, trabalho, dedicação e comprometimento com o fazer pedagógico. Parabéns a todos(as) que se envolveram nesse processo bem sucedido".

Parabéns!

Juntos seremos sempre muito fortes!🤝🤝🙏🙏🤗🤗👏👏

Maria José Formiga - Gestora

ESTUDANTE DE MEDICINA DA UFRN É PRESO SUSPEITO DE PARTICIPAR DE FRAUDE EM VESTIBULARES PELO PAÍS


Um estudante de medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) se apresentou nesta terça-feira (15) à Delegacia Especializada de Capturas (Decap), em Natal. Ele é suspeito de participação no esquema de venda de vagas em cursos de medicina e estava foragido. A prisão preventiva é um desdobramento da chamada Operação Asclépio Verita, deflagrada pela Polícia Civil de Assis, em São Paulo, que prendeu envolvidos em cinco estados.

O homem tem 25 anos e é natural de Apodi, na região Oeste do RN. Ele foi interrogado durante seis horas e confessou a participação na fraude, de acordo com o delegado Odilon Teodósio, titular da Decap.

"Ele revelou que entrou para essa organização criminosa porque se viu na necessidade de fazer manutenção financeira própria, e achou que o ganho era expressivo. Conheceu alguns destes que foram presos à época de residência universitária. Se empolgou e chegou a fazer provas em três universidades - Faculdade de Medicina do ABC Paulista, em São José dos Campos e na Faculdade Tiradentes, de Jaboatão dos Guararapes", disse Odilon.

*Fonte:G1/RN

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

GOVERNO ENCAMINHA À AL ORÇAMENTO ANUAL COM REALISMO FINANCEIRO



O Governo do Estado protocolou na Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (15), a Lei Orçamentária Anual (Loa). A peça – a segunda anual elaborada nesta gestão do Governo do RN – estima a receita e fixa a despesa do Estado para o exercício financeiro de 2021. 

A Loa 2021 demonstra a alocação de recursos em consonância com as diretrizes estratégicas previstas no Plano Plurianual para o Quadriênio 2020-2023, o realismo contábil e “sem máscaras” para camuflar falsos equilíbrios financeiros e também o déficit de receita provocada pela pandemia.

“Os efeitos financeiros da pandemia permanecerão por anos na economia brasileira. Mas a economia potiguar deverá apresentar um cenário mais promissor decorrente das medidas precocemente adotadas pelo Governo que permitirão a recuperação antecipada do setor econômico frente ao contexto nacional”, avaliou a governadora Fátima Bezerra na mensagem encaminhada à AL.

O quadro de retomada econômica previsto na Loa assegura o pagamento dos salários e do décimo terceiro aos servidores, este ano, além da continuidade na execução dos serviços públicos prestados à população.

O titular da secretaria de Planejamento e Finanças, Aldemir Freire, chama atenção para o déficit de R$ 920 milhões, menor que o estimado quando do período de aceleração da crise provocada pela pandemia. “Prevíamos o equilíbrio das contas públicas em 2021, porém, embora surpreendentemente menor que o estimado, o déficit deste ano, decorrente da Covid, prorrogou essa estimativa para 2022”, estimou o secretário.

O déficit de R$ 920 milhões previsto na Loa para 2021 foi maior que os R$ 450 milhões demonstrados em 2020, e ambos muito inferiores ao recebido pela atual gestão, no montante de R$ 1,87 bilhão, em 2019.

Investimentos

O documento cita ainda investimentos concluídos ou encaminhados pelo Governo nas áreas de saúde pública, educação, segurança pública, turismo, agricultura familiar, infraestrutura hídrica, fiscalização e controle tributário para equilíbrio das contas públicas, etc.

A governadora também sugeriu, na mensagem, a participação dos parlamentares da Casa na ajuda financeira para o enfrentamento do período de crise. “Cientes da importância da participação do Legislativo na construção de políticas públicas, acentuamos a previsão contida na encartada lei orçamentária de que cada Deputado Estadual, dentro dos R$ 2 milhões em emendas parlamentares, possa destinar R$ 200 mil em recursos provenientes de multas de trânsito para a melhoria do sistema viário do Estado”.

O documento ressalta ainda que, mesmo com as limitações e impacto da pandemia nas contas públicas, o orçamento caminha em harmonia com as diretrizes do Governo, com prioridade e ampliação de recursos nas mais diversas áreas, inclusive acima dos mínimos constitucionais.

terça-feira, 15 de setembro de 2020

SETEMBRO DOURADO NO HOSPITAL GUIOMAR FERNANDES

 

ALEXANDRIA/RN - Aconteceu nesta última quinta-feira (10) o lançamento da campanha nacional de conscientização sobre o CÂNCER INFANTOJUVENIL. 
Alexandria através do HMGF participa deste momento muito importante para a Saúde Pública brasileira. 

O CÂNCER INFANTOJUVENIL é um grupo de doenças responsáveis pelo MAIOR NÚMERO DE MORTES na faixa de idade entre 1 ano e 21 anos de VIDA. 

Quando o DIAGNÓSTICO é feito precocemente, a CHANCE DE CURA sobe para 70 a 80% dos casos. 

Na abertura da campanha teve palestra da Médica VALÉRIA LIMA e mensagem do Pediatra NAPOLEÃO VERAS, presidente do Hospital. 

PROCURE INFORMAÇÕES no GUIOMAR Fernandes. 

HMGF e CASA DURVAL PAIVA NA LUTA CONTRA O CÂNCER!




SEMANA DO CLIENTE NA REUNIDAS HOME CENTER EM CATOLÉ DO ROCHA

 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...